O empreendedorismo é um mito: Entenda o porquê!

·

·



O
empreendedorismo é um mito: Entenda o porquê!

Orlando Lima

Não existe empreendedor!
Calma vou explicar. Segundo Michael Garber, autor do livro: “The Mith”, o
empreendedorismo é um mito. O autor declara isso com base no conceito das três
personalidades do empresário, nas quais, o empreendedor é a menos
preponderante. Isso, porque o empresário ora é empreendedor, ora administrador
e na maioria das vezes assume a personalidade de operário.

Vamos pensar na seguinte
hipótese: você decide abrir um negócio e com muito entusiasmo você empreende
sua ideia tirando-a do papel. Nesse momento você está sendo um empreendedor sem
dúvida, porém com o passar do tempo você descobre que terá que lidar com os
trâmites burocráticos do seu negócio, com processos, finanças e controles.
Nesse momento sua personalidade de empreendedor desaparece e no lugar dela
surge a do administrador. Por fim, você descobre que no seu negócio você terá
que fazer o trabalho operacional, pois, ele precisa ser feito e ninguém melhor do
que você para fazê-lo, nesse momento surge um grande problema: 70% do seu tempo
você estará empregado no trabalho técnico, isso significa que requererá a maior
parcela dos seus esforços em detrimento do que realmente faz diferença em um
negócio seja ele qual for.

Após essa reflexão você
pode estar pensando: então, deixei de ser empreendedor? Se você vive apagando
incêndios, trabalhando, exaustivamente, sem tempo para si mesmo e para sua
família, sem qualidade de vida, participante de um negócio que o transformou em
engrenagem, que só funciona com a sua presença, infelizmente, devo dizer que o
empreendedor que mora dentro de você está adormecido, e quem assumiu o controle
foi sua personalidade operária. Por isso, muito cuidado ao si intitular
empreendedor, talvez você tenha sido, mas com o tempo deixou de ser, parou de
crescer e seu negócio que outrora lhe daria uma vida com sentido vem produzindo
efeitos contrários, ou seja, distanciando ainda mais você de si mesmo.

Mas nem tudo está
perdido. Conhecer em qual personalidade você, na condição de empresário, se
encontra é o primeiro passo para assumir uma postura diferente em relação ao
seu negócio, pois, sua empresa foi criada para que você possa realizar os seus
sonhos e contribuir com um mundo melhor, não para fazer de você um escravo.
Portanto, com essa breve reflexão podemos passar a pensar quais as implicações
de um empresário que possui a personalidade/mentalidade operária? Essa
discussão ficará para uma próxima postagem. Até mais!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *